Em audiência com Sintramfor, promotora diz que vai solicitar explicações da Prefeitura sobre atrasos de salários e do Vale Alimentação

Natanael em audiência com a promotora Clarissa Gobbo, acompanhado por representantes da diretoria do Sindicato

Natanael em audiência com a promotora Clarissa Gobbo, acompanhado por representantes da diretoria do Sindicato

Caso forem encontradas irregularidades, Ministério Público abrirá processo judicial que pode resultar em indisponibilidade de bens dos gestores da Administração

Em uma Audiência realizada nesta quinta-feira (25) com membros do Sintramfor, depois de ouvir o presidente do Sindicato, Natanael Alves Gonzaga, a promotora de Justiça, Clarissa Gobbo dos Santos, informou que vai solicitar explicações ao Executivo. O objetivo da ação é entender o motivo dos atrasos para quitação dos salários e do Vale Alimentação dos servidores municipais.

Na ocasião, a promotora explicou aos membros do Sindicato que se acaso encontrar alguma irregularidade será aberto processo contra a Prefeitura que poderá, inclusive, deixar bens dos gestores da Administração Municipal indisponíveis e que estes poderão, ainda, ter que responder na Justiça por improbidade administrativa.

Clarissa disse ainda, durante a audiência, que vai solicitar ao Executivo todos os comprovantes de arrecadação a fim de apurar o que está acontecendo para justificar os atrasos e escalonamentos dos pagamentos ao funcionalismo.

No depoimento à promotora, Natanael detalhou pontos das denúncias, que havia apresentado anteriormente, sobre os atrasos nos pagamentos do Vale Alimentação e dos vencimentos. Representando o Sindicato, acompanharam o presidente o secretário geral, João Gonçalves Pereira, a secretária adjunta, Edir do Carmo de Castro Cunha, a conselheira fiscal, Jurema Vieira, o diretor de assuntos das áreas de Saúde, Esporte e Lazer, Marcos Lobato, e o suplente da diretoria, Renato Jorge da Silva.

Os representantes do Sindicato foram muito bem recebidos pela promotora. Eles ficaram satisfeitos com a atenção que ela demonstrou com o assunto e a parabenizam por estar empenhada na busca pela transparência das questões.

Atrasos

Desde outubro de 2014, a Prefeitura vem atrasando o pagamento do funcionalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *