Assembleia Geral sobre o Vale Alimentação está marcada para a terça-feira

flyer redO Sintramfor está convocando todos os servidores municipais para uma Assembleia Geral sobre o Vale Alimentação, marcada para a terça-feira, (1°) de março. Será na Câmara Municipal, às 17h.

A Assembleia foi marcada na tarde desta sexta-feira (26), após o Sintramfor, mais uma vez, procurar a Administração Municipal solicitando informações sobre o pagamento do Vale Alimentação e ser informado, por meio da assessoria de comunicação, que a secretária municipal de Fazenda, Maria Cristina de Oliveira, não tem nenhuma previsão para quitação do benefício.

Também por meio da assessoria de comunicação, Maria Cristina mandou informar ao Sindicato que apenas na segunda-feira (29) – último dia para pagamento do Vale – ela passará uma previsão de quando fará o pagamento.

Reunião

Já prevendo que, novamente, o pagamento não sairá dentro do prazo, o Sintramfor marcou, além da Assembleia, um encontro com os servidores para a terça-feira (1°), às 9h, em frente à Secretaria Municipal de Fazenda. Todos os servidores, que puderem, devem ir ao local para ouvir da secretária o que ela tem a dizer sobre os atrasos nos pagamentos.

Participação

O presidente Natanael Alves Gonzaga destaca que a participação dos servidores municipais, no encontro e na Assembleia, na terça-feira, é extremamente importante para que possam tomar decisões no sentido de acabar com os atrasos nos pagamentos. “Não podemos mais admitir que tal situação se perpetue até o final do mandato. Durante todo o mês os servidores cobram do Sindicato informações relacionadas aos pagamentos de salário e Vale Alimentação, porém a Prefeitura tem falhado, e muito, na comunicação referente a tal demanda. Nós ficamos de mãos atadas pela falta de compromisso em dar uma posição, de forma concreta, e quando determinam uma data não cumprem, isso tem causado muita revolta nos servidores e com razão, pois ninguém é obrigado a prometer, mas deveria cumprir quando promete, já que estão lidando com muitos pais e mães de famílias, que têm o salário da Prefeitura como sua única fonte de renda. Portanto, chega de tanta humilhação, ninguém suporta mais esse descaso”, destacou o presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *