Natanael rebate ofício de Toinzinho, que afirma desconhecer atrasos nos pagamentos

oficio de Toizinho

Para ler, clique na imagem

O Sintramfor recebeu esta comunicação da Prefeitura (ver ofício ao lado), escrita pelo (ex-secretário de Fazenda) Antônio Carlos Alvarenga (Toinzinho), na qual ele alega que após tomar posse desconhece qualquer atraso no pagamento dos salários dos servidores deste município, o que não corresponde com a verdade. Volto a afirmar que são publico e notório estes atrasos, pois desde novembro de 2014, quando foi mudada a data do pagamento sem nenhum aviso prévio, deixando todos em dificuldades de honra com seus compromissos financeiros, nós (servidores municipais) estamos sofrendo com os atrasos, ou seja, recebendo após o quinto dia útil. A Administração tem usado a estratégia de escalonar o pagamento e, com isso, enfraquecer o movimento de Greve ou manifestação dos servidores.

O Sindicato vem fazendo de tudo, ao seu alcance, para mudar a situação caótica dos servidores. Quero lembrar que foi o Sintramfor que solicitou apoio dos senhores vereadores para fiscalizar, não só criticar, mas apresentar soluções paras os servidores. Lembro ainda que já foram impetrados dois  Mandados de Segurança para impedir que a prefeitura, a cada mês, pagasse qualquer dívida sem que antes quitasse seu débito com todos os servidores, porém não obteve êxito. Já realizamos várias Assembléias para decretar greves, manifestações, etc., porém poucos servidores comparecem para apoiar ou manifestar sua indignação, mas muitos são os que nos cobram ações. Deixo claro o Sindicato não faz milagre, sem apoio é impossível ter êxito em nossas lutas, ou os servidores tomam consciência disso, ou continuarão sofrendo terríveis consequências.

Diante do ofício entregue ao Sindicato, há de se concluir que a prefeitura está convicta de que não está atrasando nosso pagamento. Portanto, se os servidores não começarem a lutar junto ao Sindicato, indo às Assembléias e participando de manifestações promovidas pelo Sintramfor, continuarão “mendigando” o que é seu por direito. Devemos mostrar para Administração Municipal que o mínimo que queremos é receber em dia, como sempre ocorreu em gestões passadas. Devemos exigir respeito. A quem interessa o enfraquecimento do Sindicato? Criticar o Sindicato, sem apoiá-lo nas suas ações é desacreditar quem luta em sua defesa, não tenha medo de retaliação, junto somos mais fortes.

O Sindicato foi procurado por vários servidores alegando que foram informados que até concursado pode ser demitido, esclareço que o servidor efetivo só poderá ser demitido após Processo Administrativo, assegurado o direito da ampla defesa e do contraditório. Em caso da folha salarial do município se manter acima dos 54%, deverão ser demitidos todos os contratados, exonerados os cargos comissionados e o salário do prefeito cortado pela metade. Sendo assim, mesmo diante da atual crise, não vejo a possibilidade de demitir concursado, o que se aplica também aos ACS e ACE, pois estes tem o cargo assegurado enquanto durar o Programa de Saúde da Família.

Foi marcada uma reunião no Gabinete municipal, às 16h, desta terça-feira (25 de agosto), para tratar do vale-alimentação, atrasos salariais e outros assuntos de interesse dos servidores, a presença dos que puderem comparecer é primordial, para cobrar do prefeito  compromisso com nossos salários.

Natanael Alves Gonzaga – presidente

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *