Sindicatos e Prefeitura definem manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista

IMG_6443IMG_6445 IMG_6447

Toda a sociedade é convidada para participar do ato junto aos trabalhadores

Em reunião na manhã desta quinta-feira (20), o Sintramfor reuniu-se com presidentes de Sindicatos de Trabalhadores e com representantes da Prefeitura, na Secretaria Municipal de Comunicação, para definir detalhes sobre uma manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo Governo Federal. O Ato ficou marcado para o próximo dia 28, quando haverá mobilização em todo o país.

Em Formiga, a concentração será a partir das 9h na Praça da Matriz, de onde os manifestantes seguirão pela Rua Jovino Mendes, Rua Sete de Setembro, Rua do Expedicionário, Avenida Primeiro de Abril, Rua Nenê Belo, Rua João Pedrosa, Rua Juca Almeida, Rua Coronel José Gonçalves D’Amarante, Rua Barão de Piumhi, Praça Getúlio Vargas, Rua Bernardes de Faria e concentração final na Praça Ferreira Pires, em frente à Câmara Municipal.

A Polícia Militar e o Ministério Público serão convidados para acompanhar o Ato. Os manifestantes vão levar faixas e cartazes para demonstrar opinião contrária às reformas.

Apoio da Prefeitura

O prefeito Eugênio Vilela manifestou apoio ao movimento e vai liberar os servidores municipais do trabalho, na parte da manhã, para que possam participar do Ato. Os serviços essenciais serão mantidos. Os servidores deverão assumir seus postos de trabalho a partir das 13h, após participarem do Ato.

Escolas

Nas escolas da rede municipal, de Formiga, não haverá expediente no dia da manifestação.

Convite

O Sintramfor convida a todos, especialmente aos servidores para a manifestação. “Conseguimos o apoio do prefeito, que vai liberar o funcionalismo, e contamos com a participação de todos os servidores. A falta ao trabalho, no período da manhã, será abonada para todos, de modo que não haverá desconto nos salários. A causa é nobre e esperamos a presença maciça de todos para demonstrarmos a união da nossa classe contra as reformas que, se forem aprovadas, vão gerar muitos prejuízos para a classe trabalhadora”, destacou o presidente Natanael Alves Gonzaga.

Córrego Fundo

O Sintramfor fará uma Assembleia Geral com os servidores municipais de Córrego Fundo para que eles decidam que querem ou não fazer paralisação no próximo dia 28 para participarem da manifestação em Formiga.

Presenças

Na reunião para tratar sobre a manifestação, o Sintramfor foi representado pelo presidente Natanael, pela vice-presidente Evangelina Santos e pela assessora de comunicação Lenir Campos. A Prefeitura foi representada pelo secretário municipal de Comunicação Welerson de Andrade, e pelos jornalistas Eduardo Lacerda e Wilson José. Também participaram Expedito Costa Guimarães, do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte; Eliana Maria Alves, do Sindicato dos Comerciários; Iolanda Fernandes, do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Confecções de Formiga (Sindcost); Juscelino José Pinto, do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil; Roseli Rodrigues Batista, Teresa Maria da Silva e Rejane Maria Campos Oliveira do Sindfor (Sindicato dos Trabalhadores da Santa Casa).

Divulgação

Em breve, o Sintramfor vai divulgar detalhes sobre pontos das reformas que prejudicam os trabalhadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *