Sindicato tenta assegurar pagamentos em dia

Presidente reafirma que atraso no pagamento dos salários não será tolerado; medidas cabíveis serão tomadas no dia 8 se acaso os servidores não receberem até o dia 7 de julho os vencimentos deste mês

Na manhã desta segunda-feira (15), o presidente do Sintramfor, Natanael Alves Gonzaga, esteve na Prefeitura e conversou com o secretário municipal de Fazenda, Antônio Carlos Alvarenga (Toinzinho) e com o prefeito Moacir Ribeiro. O objetivo do presidente foi cobrar projetos de leis que a Prefeitura deve enviar para a Câmara Municipal sobre o reajuste salarial dos servidores que ficaram sem o benefício e sobre a mudança da data-base. No entanto, na ocasião, Natanael foi informado que haverá atraso de três dias no pagamento do Vale Alimentação e que, neste mês, não haverá adiantamento salarial.

Na ocasião, o presidente do Sindicato argumentou com o prefeito solicitando que ele reconsiderasse a decisão e mantivesse os pagamentos como de costume. No entanto, Moacir foi enfático ao afirmar que a Prefeitura não poderá fazer adiantamento salarial nem depositar o pagamento do Vale antes do dia 23, neste mês.

Salários

Mediante as novas informações, Natanael alertou a Administração Municipal sobre possíveis atrasos no pagamento de salário. “Avisamos que o Sindicato vai convocar greve dos servidores se houver um único dia de atraso no pagamento dos salários”, destacou o presidente.

No entanto, em relação ao pagamento dos vencimentos, a previsão da Secretaria de Fazenda é quitar a folha no quinto dia útil de julho (7), conforme informado ao presidente do Sindicato e divulgado em Nota da Secretaria de Fazenda na tarde de hoje.

Caso o prazo legal, que termina no dia 7, não for cumprido, o Sintramfor tomará todas as medidas cabíveis, assegurou o presidente.

Nota

A Nota da Secretaria Municipal de Fazenda informa que haverá atraso no pagamento do Vale e que, neste mês excepcionalmente, não haverá o adiantamento salarial. A Secretaria de Fazenda alega ainda que o motivo é o fluxo de caixa da Prefeitura. “Pela previsão de chegada de recursos neste mês, o vale terá de ser creditado três dias depois do que ocorre normalmente e não haverá tempo hábil para fazer o adiantamento”, destaca.

A Secretaria de Fazenda alega ainda dificuldade financeira do município. “Praticamente todas as prefeituras do país vêm passando por dificuldades financeiras, motivadas pela queda na arrecadação, principalmente dos repasses federais, que não têm acompanhado a evolução da inflação nem o aumento das demandas do serviço público”, diz.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *