Servidores de Córrego Fundo decidem fazer paralisação geral com passeata

Clique em Next Image para ver todas as fotos ;)

Mobilização pacífica será realizada para sensibilizar o prefeito José Leão, que ainda não se manifestou a favor do reajuste salarial geral do funcionalismo

Será na terça-feira da semana que vem, dia 31 de maio, a paralisação geral dos servidores municipais de Córrego Fundo.  No dia, a partir das 11h, haverá ainda uma manifestação pacífica do funcionalismo com passeata, apitos, cartazes e outros na tentativa de sensibilizar o prefeito José Leão para que este tome providências para conceder o reajuste salarial geral.

A manifestação será iniciada na frente do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), de onde o funcionalismo sairá em passeata até a Prefeitura, onde uma Comissão, formada por servidores e diretores do Sintramfor, pretende conversar com o prefeito sobre a revisão geral, prevista no Inciso X, do Artigo 37 da Constituição Federal.

Antecipadamente, o Sintramfor esclarece que não tem nenhuma intenção de causar transtornos ou prejuízos ao Município, mas sim de assegurar os direitos dos servidores municipais ao reajuste, que é previsto na legislação. O funcionalismo já ficou sem reajuste no ano passado, o que resulta em prejuízo para toda a carreira, portanto não podem aceitar ficar sem a revisão mais uma vez.

O Sindicato destaca ainda que o movimento respeita a Lei 7.789/89, que rege o direito de greve, portanto todos os servidores do Município, contratados e efetivos, podem e devem participar da paralisação e da mobilização.

“Apenas com a participação de todo o funcionalismo será possível conquistar o reajuste salarial, pois o poder de abrir a negociação com o prefeito é dos servidores. Sem a participação de cada um, o Sindicato não tem força. Então, contamos com a presença de todos. Da parte da Administração Municipal, esperamos que não tenha nenhuma perseguição, a nenhum servidor e se acaso haver qualquer ocorrência esta deve ser denunciado ao Sindicato que iremos tomar todas as providências para apurar os fatos e garantir o direito legítimo do funcionalismo de participar de mobilizações”, destacou o presidente do Sindicato, Natanael Alves Gonzaga.

Assembleia Geral

A decisão de paralisar os serviços e de fazer manifestação foi tomada pelos servidores municipais em Assembleia Geral do Sintramfor, realizada na sexta-feira (20). Na ocasião, Natanael apresentou aos participantes o resultado das tentativas do Sindicato de negociar com o prefeito.

Comunicações

O Sintramfor já comunicou às autoridades, inclusive ao prefeito José Leão, ao Ministério Público, à Polícia Militar, à imprensa e outros, sobre a mobilização.

Ofício que foi entregue ao prefeito José Leão comunicando sobre a paralisação

Ofício que foi entregue ao prefeito José Leão comunicando sobre a paralisação. Clique para ler

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *