Pauta de reivindicações ganha novo item

A Campanha Salarial será iniciada em  breve. Participe e junto aos demais servidores garanta seus direitos e um salário melhor

 A pauta de reivindicações dos servidores municipais que será negociada durante a Campanha Salarial que será iniciada em breve ganhou mais um item nesta semana. Foi acrescentado o pedido de gratificação de urgência e emergência para os funcionários que atendem no Caps.

A justificativa do pedido é que eles trabalham com pacientes psiquiátricos atendendo casos de urgência e de emergência e ainda não têm o benefício que já foi concedido aos funcionários do Pronto Atendimento Municipal (PAM).

O benefício é de 15% sobre os vencimentos e para os servidores do PAM ele começou a ser pago em dezembro de 2010 por determinação de uma lei municipal.

Confira outros itens da pauta de reivindicações:

  • Revisão salarial; o índice de reajuste será definido em reunião da diretoria do Sintramfor, na próxima semana;
  • Férias de 25 dias úteis, como já ocorre com os servidores públicos do Estado e da União;
  • Vale Alimentação de R$ 340, com valor igual ao da Câmara Municipal;
  • Vale Transporte para todos os servidores; já existe o benefício para os professores por determinação de uma lei municipal que deverá ser estendida às demais categorias;
  • Piso dos professores; este item já está definido. Os professores terão 10% de reajuste e ficarão com o piso acima do nacional, que terá reajuste apenas de 8,32%;
  • Para as assistentes de educação infantil será negociado aumento no adicional, ou redução na carga horária ou piso igual ao de auxiliar de educação básica;
  • Para serventes serão reivindicados aumento do piso e redução da carga horária diária, de 8h para 6h;
  • Equiparação salarial entre coveiro e pedreiro; a justificativa é que os coveiros desempenham atividades de pedreiro e que antes da criação do Plano de Carreiras eles tinham salários iguais.
  • Equiparação salarial de enfermeiros com terapeuta ocupacional; o motivo é que assim como os terapeutas os enfermeiros desempenham atividades de coordenação e possuem curso superior, no entanto, ganham menos;
  • Adequação salarial para psicólogos visto que eles têm salários menores em comparação com outros cargos de nível superior;
  • Equiparação salarial entre arquivistas e bibliotecários, já que os dois cargos exigem o mesmo curso superior e possuem a mesma carga horária;
  • Alteração nos Planos de Carreiras para que os novos concursados tenham direito a quinquênio e licença prêmio, assim como servidores antigos;
  • Cumprimento do Plano de Carreira em relação ao Adicional de Titulação, que não vem sendo pago aos servidores que possuem formação acima da exigida no concurso.

Vem pra luta!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *