Em reunião com Sintramfor, Governo de Córrego Fundo decide fazer novos estudos para avaliar a possibilidade de reajuste nos vencimentos dos servidores

REDMembros do Sintramfor reuniram-se, nesta terça-feira (26), com representantes do Governo de Córrego Fundo. Representaram o Sindicato, a vice-presidente Evangelina Santos, o assessor jurídico, Vicente de Paulo, a assessora de comunicação, Lenir Campos, e a professora, Keli Bernardes da Cunha, que representou os servidores municipais.

Já o Município foi representado pela secretária de Administração, Contabilidade e Fazenda, Vadna Maria Leão, o procurador Sérgio Lopes Rabelo, e a assessora de Recursos Humanos, Juliana Lúcia Rodrigues.

A vice-presidente do Sindicato abriu a reunião apresentando a pauta para discussão.

Em relação ao piso do magistério, Vadna esclareceu que vão verificar o que pode ser feito para cumprir o piso dos professores. Será analisada a possibilidade de chegar o reajuste a 11,36%, conforme determinado pelo Governo Federal. Sérgio destacou o compromisso do Governo para fazer o estudo que apontará a viabilidade da nova revisão.

Já sobre o reajuste geral que deve ser concedido a todos os servidores, a secretária de Fazenda apresentou relatório dos gastos com pessoal e mostrou que, no acumulado de 12 meses, a folha está em 52,40% do Orçamento.

Vadna salientou que a vontade do Governo é a fazer o reajuste, mas ressaltou o compromisso do Município em manter a folha de pagamento dentro dos limites legais. Mediante a sugestão do Sintramfor, para que façam uma nova avaliação da possibilidade de conceder o reajuste, os representantes do Município não descartaram a possibilidade e se comprometeram a fazer nova análise e informar ao Sindicato nos próximos dias.

Novos cargos

Evangelina questionou sobre a criação recente de cargos novos na Prefeitura, divulgada recentemente na imprensa. O procurador esclareceu que foram criados cinco cargos: três de oficial administrativo II, uma vaga para assistente social e uma para contratação de jornalista. A de assistente social será preenchida por meio de processo seletivo, para cumprir um Termo de Ajuste de Conduta, assinado pelo prefeito junto ao Ministério Público, contou o procurador. Ele mencionou ainda a necessidade da Secretária de Políticas Sociais, em virtude do alto grau de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Convênios

Na ocasião, ainda foram assinados convênios, entre o Sindicato e a Prefeitura, que permitem descontos, relativos a convênios de saúde e de serviços, na folha de pagamentos dos servidores. Na oportunidade, Vadna disse que os servidores manifestaram muito interesse em Planos de Saúde. Vicente destacou as vantagens dos Planos ofertados pelo Sintramfor.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *